Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019

MPF
Quarta-Feira, 24 de Abril de 2019, 07h:08

CNMP

Dallagnol responde a processo disciplinar

Redação

Reprodução

Procurador Deltan Dallagnol

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu nesta terça-feira (23) por dez votos a quatro, abrir um processo administrativo disciplinar contra o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, por entrevista na qual ele disse que os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski formam “uma panelinha que manda uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção”.

O procurador falou sobre o assunto em entrevista à CBN. “Os três mesmos de sempre do Supremo Tribunal Federal que tiram tudo de Curitiba e que mandam tudo para a Justiça Eleitoral e que dão sempre os habeas corpus, que estão sempre formando uma panelinha assim que manda uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção”, disse Dallagnol.

Após conhecer o resultado da votação do CNMP, Dallagnol escreveu no Twitter: “Foi crítica de autoridade pública, contra decisões de autoridades públicas, em matéria de interesse público, o que entendo ser um dos núcleos fundamentais da liberdade de expressão. Fiz ressalva expressa, na entrevista, no sentido de que não estava imputando má-fé a ninguém.”

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!