Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017

Cidades

Sexta-Feira, 01 de Julho de 2016, 14h:00

ABUSO

Homem é preso depois de invadir festa e molestar 7 crianças

Redação

Um homem acusado de molestar várias crianças em uma festa de aniversário, no município de Sapezal (480 km a Noroeste), foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na noite de quinta-feira (30.06), após ter o mandado de prisão preventiva expedido pelo crime de estupro de vulnerável.

O autor dos abusos, A.S.A.F., 20, foi reconhecido por sete das crianças, que participavam do aniversário de um bebê de dois anos, que também acabou vítima do suspeito. A festa aconteceu no último sábado (24.06).

Conforme o boletim de ocorrência, registrado na segunda-feira (27.06) pelos pais das crianças, que estavam no interior da casa, onde acontecia a comemoração infantil, o acusado entrou no local sem ser convidado e após consumir bebida alcoólica, invadiu o brinquedo “pula pula”, instalado na área da frente da residência.    

Em seguida, o suspeito começou a molestar as crianças, insinuando cenas de sexo e fazendo gestos obscenos. Ele ainda urinou diante das vítimas, que entraram em desespero.

De acordo com o delegado de Sapezal, André Luis Barbosa, o preso jogava as crianças no chão do brinquedo e aproveitava para tocar e acariciar as partes íntimas, além de beijar algumas delas de forma lasciva no pescoço, cheirar o cabelo de outras, e quando não tinha a atenção que queria, literalmente machucava pisando nelas.

“Uma das vítimas, a aniversariante de apenas 2 anos, foi insanamente beijada na boca pelo suspeito. Na ocasião temendo que as crianças contassem sobre o episódio aos seus pais, ele impediu que as mesmas saíssem do brinquedo obstruindo a entrada”, lamentou o delegado de polícia, André Luis Barbosa.

Ao perceber a situação, o pai de umas das crianças tentou deter e agredir o suspeito. Ele passou mal e o suspeito acabou conseguindo fugiu do local.

Na segunda-feira (27), logo que acionada, a Polícia Civil iniciou diligências e o suspeito foi localizado. Ele foi conduzido à Delegacia de Polícia para prestar esclarecimento e foi reconhecido por sete crianças vítimas dos abusos.

Em depoimento, o suspeito alegou que estava embriagado e não se recordar de ter molestado as crianças. O preso também disse que foi convidado para o aniversário, o que não era verdade, pois alguns dos pais presentes, apenas o conhece de vista da mesma igreja que frequentam na cidade.

“Ele é um rapaz super centrado, bem aparentado. Tem emprego em uma empresa esmagadora de grãos. Tudo indica que tem tendência à pedofilia, pois em seu celular encontramos foto de uma criança nua. Ele alega que é o sobrinho dele. Isso foi confirmado pela irmã. Agora estamos investigando se houve mais vítimas”, finalizou o delegado André Barbosa.

Depois de ser reconhecido pelas vítimas, a Polícia Judiciária Civil representou pelo pedido de prisão preventiva do autor, deferido pelo juízo da Vara Única da Comarca de Sapezal. A ordem judicial foi cumprida pelos policiais da Delegacia da Polícia Civil local. O preso será recambiado para a cadeia de Campo Novo dos Parecis ou Comodoro, conforme disponibilidade de vaga. 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO