Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017

Artigos
Quinta-Feira, 30 de Novembro de 2017, 13h:08

CHYNTHIA LEMOS

Ter Orgulho: pré-requisito para ser um grande profissional

Cybthia Lemos*

Divulgação

Você precisa se orgulhar de quem você é, do que você faz. 

Quero falar hoje desse pré-requisito se você quer ser um profissional de sucesso, ser referência. 

Se orgulhe de si. 

Isso significa você em primeiro lugar confiar nas suas escolhas, na sua essência. 

Pedro era engenheiro civil, e como engenheiro tinha uma vida confortável. Mas não se orgulhava de si. Dizia muitas vezes que o amor mesmo estava voltado para a cozinha, seu hobby de fim de semana. 

Depois de um certo tempo, cansado da rotina, Pedro joga tudo para o alto e resolve mudar de profissão. Ele quer se tornar o que ama, ser reconhecido pelo que gosta e que faz com excelência - seu hobby: cozinhar. 

Abre seu próprio restaurante. Lugar original, comida de primeira, mas com uma falha grave, sem autoconfiança. 

Sem a autoconfiança do dono. Sem o orgulho de si mesmo. 

Sua postura tem tanta humildade, que ele se torna opaco, apático, desaparecido e para quem o olha, tem a sensação que ele e seu restaurante vão ruir. 

Essa insegurança de Pedro, já o impedia de ser feliz na sua profissão anterior. 

Hoje enfrentando a vida e assumindo seus sonhos, não irá prosperar se não tiver orgulho de si mesmo, de quem é, do que faz. Afinal como puderam perceber, assumir o sonho não fez tanta diferença, pois o segredo da felicidade não está no lugar que você ocupa, mas sim em como você se sente sendo você, nos lugares que está. 

Não podemos ser como aquele cachorro medroso que quando percebe alguém chegando se esconde debaixo da mesa, tremendo com o rabinho entre as pernas. Pois assim não há como conquistar a sua volta reconhecimento... Será mais difícil. É preciso ter conexão humana com o outro, mas antes, é estar aberto a conexão de você para com você mesmo. Gostar de quem é, ter orgulho do que se tornou. 

O restaurante de Pedro tornou -se inseguro. Os clientes ao chegar ali percebem a beleza do lugar, mas, percebem também sua fragilidade, sua incerteza e "insegurança" de ser, refletindo aqueles que estão ali um certo amadorismo e medo. Fazendo com que o lugar e seus funcionários se "recolham" a cada cliente que entra, como aquele cachorro que vai para debaixo da mesa. 

O sistema com suas pessoas e processos estão já desenhando a cultura daquele lugar: 

"Não sou bom o suficiente”. Assim quando o cliente chega, ele nunca está pronto, porque ele no fundo não acredita que alguém possa querer estar ali, queira gostar dali. 

Então, na desconfiança e falta de segurança, este vai se moldando vagarosamente, aquém do cliente que sente esta vibração do lugar e faz com que muitos, apesar de comerem um prato digno feito por um apaixonado, ou seja, maravilhoso - não voltem mais. 

Pedro pode nos ensinar grandes lições sobre liderança e sobre se tornar um grande profissional, sobre a influência que um fundador de uma empresa tem em relação a formação de caráter, identidade e cultura de um local com seus funcionários e clientes. 

Observando Pedro, que tipo de profissional é você? 

Você pensa no seu trabalho com o coração? 

Você tem orgulho de quem é? 

Do que faz? 

De quem se tornou? 

Quem é você? 

Acredito mesmo que a humildade é fator base para podermos crescer, pois é ela que fará não ultrapassarmos a dosagem do orgulho de si mesmo, a modo de perder a medida nos tornando arrogantes e fracassados, sim... o orgulho em excesso nos fracassa, pois quando achamos que somos melhores que todo mundo, paramos, deixamos de evoluir, porque deixamos de buscar e assim somos ultrapassados por uma multidão. Já vi muitos se perderem neste caminho e sem consciência de si, nunca mais conseguirem se levantar. 

Saiba que existem pessoas mais experientes e melhores que você, se espelhe neles. Quem sabe desta forma, você também se torne a referência de alguém. 

Assim, Pedro vem nos ensinar: Tenha orgulho de si mesmo, tenha orgulho do que faz, e isso nem sempre tem haver com realizar um sonho. 

Se você se identificou com Pedro e se incomodou com essa história e está a se perguntar, mas como fazer isso? 

Eu quero me orgulhar da minha história! Eu digo a você, para se orgulhar de algo, de si, e se tornar o que sonha como uma montanha forte, bela, inspiradora, deleite aos olhos de quem vê, você antes precisa conhecer a sua história, precisa se autoconhecer. 

Para quem acompanha sempre meus artigos, já deve estar pensando: De novo Cynthia?! Você sempre fala isso! 

Sim, sempre... para que você compreenda! Este é o caminho, e ele é longo, muitas vezes difícil, porém maravilhoso, com paisagens incríveis e de um resultado final surpreendente! 

Seja um Grande Líder! 

Para isso só posso lhe dizer uma coisa: Inicie o quanto antes sua jornada! 

*Cynthia Lemos é Psicóloga Empresarial e Coach na Grandy Desenvolvimento Humano. Especialista no Desenvolvimento de Líderes e Empresas tem a missão de: Expandir a Consciência e Gerar Ações Transformadoras – para pessoas e empresas que desejam evoluir em seus projetos e objetivos. Email: cynthia@grandy.com.br

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO